Palestra com José Luiz Goldfarb – “Por que seguir o caminho das letras?”

16 de outubro de 2010


Quanto mais livros ler, mais dinheiro terá. Essa é a conclusão à qual chegou a National Children’s Reading Foundation (Fundação Nacional de Leitura Infantil). Segundo a entidade americana, as crianças que forem habituadas aos livros e histórias desde bebês estarão melhor preparadas para a vida. A fundação garante que cada ano ouvindo historinhas e folheando livros equivale a 50 mil dólares na futura renda das crianças.

Esse aumento da renda está associado aos benefícios trazidos pelo hábito da leitura, que além de ampliar o vocabulário e o conhecimento, desenvolve a capacidade de argumentação, incentiva a reflexão, a formação de opinião e estimula a imaginação.

“Diante destes fatos, podemos concluir que só com o incentivo à leitura, em todas as idades, pode-se forma melhores cidadãos”. Essa afirmação é do Doutor em História da Ciência e Mestre em Filosofia, José Luiz Goldfarb, convidado do projeto Estação Pátio Savassi para ministrar a palestra “Por que seguir o caminho das letras?”. O encontro será no dia 16 de outubro (sábado), a partir das 11h, no anfiteatro (L2) do Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6061 – Savassi).

O filósofo e incentivador da leitura acredita que os baixos índices de leitura no país – atualmente 1,8 livros por ano –, têm como culpada toda a sociedade. Segundo ele, vivemos em um mundo no qual o conhecimento é decisivo, mas esse valor não é enraizado. “Estamos tentando mudar isso agora, nessa batalha para aumentar esses índices. A minha ideia é que quando você lê, lê e lê com muito prazer, você se acostuma a imaginar possibilidades. O mundo não é como muitos dizem. Essa história de que o mundo não muda ou não ’tem jeito’ é de quem não lê”, diz.

José Luiz acredita que os países que incentivam a leitura tornam-se mais desenvolvidos. “Onde se incentiva a leitura, há mais pessoas inteligentes, pensando, produzindo, envolvidas no processo de criar as novidades. Incentivar a leitura é um movimento que envolve toda a sociedade: a mídia, o governo, os empresários e a comunidade. Quem consegue disseminar uma boa leitura, um bom estudo, se projeta no planeta com mais força”, finaliza José Luiz.

No bate-papo, José Luiz, além de discutir a importância do hábito da leitura em nossas vidas, contará um pouco de seu trabalho como incentivador da leitura e os resultados obtidos através de projetos por ele coordenados.

José Luiz Goldfarb
É Doutor em História da Ciência e Mestre em Filosofia. Coordena os projetos: “São Paulo um estado de leitores”, em São Paulo, desde 2003; “Letras de Luz”, em Tocantins, São Paulo e Espírito Santo, desde 2007; e “Rio um estado de Leitores”, no Rio de Janeiro, desde 2008.

Especial
Em homenagem ao Dia Nacional da Leitura, comemorado em 12 de outubro, o projeto Estação Pátio Savassi, em parceria com os projetos @ETC_BH #doeumlivro e Sempre um Papo, está divulgando pelo Twitter uma campanha para arrecadação de livros usados, incentivando as pessoas a fazerem doações. O palestrante José Luiz Goldfarb é coordenador de vários projetos de incentivo à leitura e articulador da campanha #doeumlivro, feita através do Twitter. As doações arrecadadas durante a palestra deste sábado, dia 16 de outubro, serão distribuídas pelo Sempre um Papo para as bibliotecas de regiões carentes assistidas pelo projeto.

Um comentário

  1. José Adauto Resende disse:

    É bom ler, de maneira simples e resumida, uma idéia que já nos é conhecida, mas que não temos constatações numéricas, fatos e outras informações consistentes a respeito. De tudo que se pode dar a uma criança, o que nunca lhe poderá ser tirado é a informação e formação recebida. Os hábitos podem mudar, a informação pode ser desprezada em partes da nossa vida. Mas o dia que se fizer necessário, um pouco daquilo que se recebeu serve de base para resgatar e aprimorar o que está sendo necessário agora.

Deixe um comentário