Palestra com José André Verneck Monteiro–“Jardim Botânico Inhotim: instrumento para a sustentabilidade?”

19 de junho de 2010

‘Jardim Botânico Inhotim’ é o tema do
Estação Pátio Savassi (19/6)

Minas Gerais lidera a lista de estados brasileiros que mais desmata a Mata Atlântica. O índice de desmatamento anual aumentou em 15%. Os dados de 2008 a 2010 revelam um desmatamento de 12.524 hectares, o equivalente a cerca de 12.500 campos de futebol.

De acordo com o “Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica”, divulgado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Minas possuía originalmente 46% do seu território cobertos pelo Bioma Mata Atlântica. Agora restam apenas 9,64%, ou 2.624.626 hectares, no Estado.

Para alerta a população sobre esses números e discutir formas de preservação da biodiversidade do estado, o projeto Estação Pátio Savassi convidou o analista de meio ambiente e coordenador do centro de informação socioambiental do Instituto Cultural Inhotim, José André Werneck Monteiro, para ministrar a palestra da semana.

O encontro, que acontece no dia 19 de junho (sábado), a partir das 11h, no anfiteatro (L2) do Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6061 Savassi), tem como tema “Jardim Botânico Inhotim: instrumento para a sustentabilidade?”. Na palestra, José André apresentará os projetos ambientais realizados no Instituto Cultural Inhotim e a importância do local para a preservação ambiental e conscientização das pessoas.

Minas Gerais possui três biomas, dos quais se destacam a Mata Atlântica e o Cerrado, considerados áreas prioritárias para a conservação mundial. Essa diversidade contribui para o Brasil ser considerado um dos países com a maior parte da biodiversidade mundial.
Segundo o analista de meio ambiente, Inhotim está localizado em uma zona de interseção entre biomas – Mata Atlântica e Cerrado. Tal fato garante uma rica diversidade de habitats e, consequentemente, uma rica diversidade biológica. “O acervo botânico mantido em Inhotim contribui para a conservação ex situ, já que mantém e propicia a replicação de um grande número de espécies, algumas delas já sob risco de extinção”, explica.

José André Verneck Monteiro
Analista de meio ambiente, trabalha desde 2006 no Instituto Cultural Inhotim, onde exerce a coordenação da Sala Verde Inhotim – Centro de informação socioambiental em parceria com o Ministério do Meio Ambiente.

Estação Pátio Savassi
O projeto é uma realização da Estação do Saber e do Shopping Pátio Savassi, com curadoria de Júlia Ramalho Pinto. Em seu quinto ano de existência, conta com patrocínio da CEMIG, Governo do Estado de Minas Gerais, Governo Federal, Ministério da Cultura e Lei Rouanet. As palestras são sempre aos sábados e gratuitas, onde se discutem temas contemporâneos com a participação de intelectuais, escritores e profissionais renomados, numa agradável conversa nas manhãs de sábado.

As palestras poderão ser acompanhadas através do Twitter (Julia Ramalho Pinto www.twitter.com/arpjulia) com postagem de frases e comentários ao vivo das apresentações. Ainda em fase de teste, o evento está sendo transmitido via Ustream na página da Estação do Saber www.estacaodosaber.art.br.

Agenda: “ESTAÇÃO PÁTIO SAVASSI”
Datas: 19 de junho (sábado) // Horário: 11h
Local: anfiteatro (L2) do Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6061 Savassi)
Entrada Franca // Informações: Pátio Savassi: (31) 4003-4172 www.estacaodosaber.art.br

Um comentário

  1. Jussara Ferreira Schmidt disse:

    Parabéns pela iniciativa de levar ao conhecimento do público este trabalho fascinante de preservação ao Meio Ambiente e de Sustentabilidade, que é realizado pelo Instituto Inhotim.

    Parabéns ao José André e a toda a equipe da Botânica pelo trabalho sério e de alta competência profissional.

Deixe um comentário