Reflexões sobre a literatura marcam debates do 5º Seminário Beagalê

5 de outubro de 2010

Um espaço especial para a reflexão e a discussão de temas relevantes na formação do mediador de leitura. É assim que se apresenta o 5º Seminário Beagalê, que acontece a partir da próxima terça-feira, dia 5 de outubro, às 19h, no Museu Histórico Abílio Barreto (Av. Prudente de Morais 202 – Cidade Jardim). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 4 de outubro pelo telefone 3277-9833 ou ainda pelo e-mail dilinf.fmc@pbh.gov.br. A promoção é da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Diretoria de Leitura e Informação da Fundação Municipal de Cultura.

O Seminário faz parte das comemorações do mês do livro, da leitura e das bibliotecas, que acontecem no mundo todo, no mês de outubro. Serão três encontros para debater com especialistas internacionalmente reconhecidos temas relacionados à literatura.

No primeiro encontro, dia 5, o Seminário presenteia Belo Horizonte com o relançamento do projeto “Livro de Cabeceira”, uma pequena publicação com depoimentos e compartilhamentos de leituras feitos pelos leitores das bibliotecas, escritores e personalidades da cidade. Estarão presentes o premiado escritor Bartolomeu Campos de Queirós, autor de mais de 60 livros publicados no Brasil e exterior, e o Doutor em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas, Luiz Percival Leme Britto. Os dois promovem um debate sobre literatura, conhecimento e liberdade.

O segundo encontro acontece no dia 19 de outubro e trará reflexões sobre a arte de ilustrar livros para crianças e jovens. A palestra será conduzida por Rui de Oliveira, formado em artes gráficas na Escola de Belas Artes da UFRJ e ilustração no Instituto Superior Húngaro de Artes Industriais, em Budapeste. Experiênte, Rui já ilustrou mais de cem livros e projetou mais de quatrocentas capas para as principais editoras de literatura infantil e juvenil brasileiras e obteve 18 prêmios como ilustrador no Brasil e no exterior.

Para fechar, no dia 26 de outubro, o Seminário traz à tona uma discussão polêmica: a violência ficcional nos quadrinhos e na literatura. Serão três palestrantes: Paulo Ramos, jornalista, professor universitário e membro do Núcleo de Pesquisas de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP, responsável por um dos blogs mais acessados da internet, o “Blog dos Quadrinhos”; Sabrina Sedlmayer, Doutora em Literatura Comparada e professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais; e Afonso Andrade, coordenador geral e curador do FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos, promovido pela Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte a cada dois anos.

Deixe um comentário