Brasileiros e franceses elaboram o ‘Ano da França no Brasil’

5 de março de 2008

Na primeira reunião da Comissão Mista do Ano da França no Brasil foram debatidas as primeiras propostas francesas para a programação e como será a participação do Governo Federal e da sociedade civil brasileira no evento, previsto para se realizar entre abril e novembro de 2009, e que terá o nome de França.br.

O encontro começou no dia 3 de março, no auditório da Biblioteca Nacional, localizado no Conjunto Cultural da República, em Brasília, e terminou na terça-feira, dia 4. Foram apresentados os primeiros projetos classificados nos seguintes segmentos culturais: grandes eventos, audiovisual, artes visuais, artes cênicas e ciências, economia, educação e pesquisa.

Participam da reunião o embaixador Paulo Cesar Meira de Vasconcellos, diretor-geral do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores; o presidente da Comissão Nacional do Ano da França no Brasil, Danilo Miranda; o embaixador da França no Brasil, Antoine Pouillieute; o diretor de Relações Internacionais do Ministério da Cultura, Marcelo Coutinho; a comissária responsável pelo Ano da França no Brasil, Anne Louyot e o presidente do Comissariado para o Ano da França no Brasil, Yves Saint-Geours.

Para Marcelo Coutinho existe um aspecto comum entre o Brasil e a França que alimenta os ânimos para a realização do Ano da França no Brasil. “A fascinação mútua entre os países pelo compartilhamento da cultura entre eles fará do evento um marco histórico.”

O presidente do Comissariado francês, Yves Saint-Geours, disse que a programação deve se estender por todo o país e não se concentrar apenas em São Paulo, Rio e Brasília. “Será, sem dúvida, uma programação cultural que mostrará a contemporaneidade francesa aos brasileiros”, afirma Yves.

Para o presidente da Comissão Nacional do Ano da França no Brasil, Danilo Miranda, será uma aproximação histórica para os dois países. “Pretendemos restaurar essa aproximação de uma maneira mais intensa em projetos duradouros que estejam no plano das artes, no plano da tecnologia e no plano do conhecimento geral.”

O Ano da França no Brasil

A ação foi acordada e anunciada pelos Presidentes da República de ambos os países em 2006 e acontece em seqüência ao Ano do Brasil na França, realizado em 2005.

De acordo com os representantes da Comissão Mista, a realização do França.br resultará em uma aproximação maior entre os dois países e colocará os responsáveis oficiais, os meios econômicos, os profissionais da cultura, os artistas, os intelectuais, os pesquisadores, as populações e a mídia em estreita colaboração mútua.

A responsabilidade da ação na França será do Ministério das Relações Exteriores e Européias. A programação oficial ficará a cargo do comissariado francês do Ano e às equipes da Culturesfrance – agência dos ministérios das Relações Exteriores e da Cultura e da Comunicação -, no tocante aos intercâmbios culturais internacionais.

A programação terá três eixos de ação: A França hoje – criação artística, inovação tecnológica, pesquisa científica, debate de idéias, dinamismo econômico; França diversa – diversidade da sociedade francesa, de know-how, e regional; França aberta – busca de parcerias franco-brasileiras que devem inspirar os projetos, parcerias franco-brasileiras com outros países do mundo (África, Caribe, América Latina); debates sobre os grandes temas da globalização.

Fonte: Ministério da Cultura

Deixe um comentário