BH: cidade dos festivais

13 de agosto de 2010

Apresentações de dança, música e teatro são algumas das atrações dos vários festivais culturais promovidos pela Prefeitura de Belo Horizonte. Em 2009 os festivais levaram cultura para mais de 150 mil pessoas, atraindo a população para o que há de mais interessante no mundo artístico.

O Festival Internacional de Teatro Palco & Rua (FIT BH) é considerado o maior evento de teatro de rua da cidade. Com uma programação variada, o FIT sempre traz atrações internacionais, nacionais e locais aos quatros cantos da capital. E tudo isso a preços populares ou gratuitos.

O evento começou com a união de duas propostas de festivais internacionais: uma de palco, feita pela direção do Teatro Francisco Nunes e outra de rua, feita pelo Grupo Galpão. Com a periodicidade de dois em dois anos, o objetivo é reunir a diversidade de linguagens à qualidade artística. Os destaques do festival são: o tradicional Ponto de Encontro, espaço de convivência entre atores e público e a Mostra Movimentos Urbanos, com apresentações de artistas e grupos que representam a cultura popular tradicional e contemporânea da capital mineira.

O FIT já ultrapassou a marca de um milhão de pessoas na soma de todas as suas edições. O objetivo é aliar qualidade e diversidade de linguagens artísticas, investir na formação, na democratização de acesso à cultura e na internacionalização de Belo Horizonte, projetando e inserindo a capital no circuito das artes cênicas.

O FIT trouxe a Belo Horizonte, até a sua 9ª edição, grupos e artistas de 36 países, de quase todos os continentes.
Festivais para todos os gostos

Festivais como o de Arte Negra e o Internacional de Quadrinho promovem o intercâmbio entre artistas locais e internacionais, levando o nome da cidade para o mundo inteiro.

O Festival de Arte Negra em BH – FAN apresenta a cultura da arte negra na capital, através de espetáculos, shows, cinema, vídeo, artes plásticas e visuais, seminários, fórum de hip hop e lançamentos de vídeos, todos relacionados ao tema. O evento ocupa as ruas, praças e teatros da cidade com artistas e espetáculos de vários países. Em 2009, o festival promoveu 31 atividades e atraiu um público aproximado de 21 mil pessoas.

O Festival Internacional de Quadrinhos – FIQ surgiu a partir da Primeira Bienal de Quadrinhos em 1991, no Rio de Janeiro. Segundo Afonso Andrade, diretor geral do FIQ, foi a primeira grande exposição de quadrinhos que uniu não só o país como o exterior. A terceira Bienal aconteceu em BH, com parceria da Prefeitura de Belo Horizonte, em 1997. Em 1999, deixou de ser uma Bienal para se tornar um Festival. Andrade explica que o FIQ é o maior evento de quadrinhos da América Latina e de artes visuais em Minas Gerais. “É também uma oportunidade para a troca de experiências artísticas relacionadas à linguagem, para incentivar novos quadrinistas e estimular a capacitação dos profissionais”. Em 2009, cerca de 75 mil pessoas assistiram as 49 atrações do FIQ. Segundo Andrade, “as atividades do FIQ sempre batem recordes de público. Na última edição (2009), bate-papos, palestras e oficinas ficaram lotados”.

Confira os endereços dos sites dos Festivais
FAN: Festival de Arte Negra em Belo Horizonte – www.pbh.gov.br/fan2003
FIQ BH – Festival Internacional de Quadrinhos – www.fiqbh.com.br
FIT BH – Festival Internacional de Teatro Palco & Rua – www.fitbh.com.br

Fonte: http://fr.pbh.gov.br/?q=pt-br/content/bh-cidade-dos-festivais-0

Deixe um comentário