Psicanálise – Eclipse ou Ameaça?

2 de fevereiro de 2010

A Psicanálise vem sofrendo numerosas críticas por parte do saber científico das neurociências , das psicologias cognitivas  e nas atuações de pseudo-detentores do saber religioso que propõem acesso a um nirvana completamente distanciado do proposto na obra freudiana.
Ao mesmo tempo, os denominados novos sintomas – como a síndrome de pânico, a anorexia, a bulimia, a depressão, esta tida como a doença do século – tanto quanto as doenças psicossomáticas, têm sido tratados como se a terapêutica psicanalítica fosse limitada a psicoterapias onde a área afetivo/emocional fica reduzida a comportamentos e cognições subalternas ao processo do adoecer. Ao lado disso, proliferam diagnósticos onde o sofrimento mental se classifica em uma taxonomia cujo tratamento só depende de drogas, lícitas ou não, e medicamentos fornecidos pela indústria farmacêutica.
Nesse quadro, o adoecimento torna-se apanágio do mal estar e do desamparo, o nome próprio das transgressões que dizem respeito ao corpo ou às suas manifestações de angústia e de dor, sem que tais nomenclaturas possam ser questionadas fora do ambiente que as gera, aprisionando uma liberdade de discernimento que aponte caminhos diversos da nosografia oficial, inclusive de refutação.

Na busca de novas perspectivas, julgo necessária uma ampla reflexão, indo além das ações reativas e solipsistas a tais equívocos, que muitas vezes destroem a possibilidade de inserção da Psicanálise como importante área do saber, com vasta influência no discurso e na prática das ações – individuais ou coletivas – da sociedade contemporânea.
Afinal, o discurso e a prática da Psicanálise estariam ultrapassados? O crédito à sua eficácia em criticar o modelo historicamente ligado à moral típica da época vitoriana, dando voz e vez ao corpo erógeno que sustenta sua concepção estaria, além de um fora de moda, também superado ou transposto pelo discurso da ciência visto como jogo da verdade única da “hipermodernidade”?  Ou estaríamos diante de um quadro onde a Psicanálise constituiria uma ameaça ao estabelecido pela sociedade de consumo, essa época do vazio, onde transbordam o medo, a alienação e os mecanismos de transferência reificados pelas mídias e pelas tecnologias de hoje?

Nessa direção, proponho um Seminário de Estudos e Discussões sobre a Metapsicologia freudiana, introduzindo autores contemporâneos que usam a teoria e a prática psicanalítica como elementos contributivos ao estudo da chamada Sociedade do Conhecimento e da Informação, na qual estamos inseridos, tanto como cidadãos quanto como psicanalistas.
Não há por onde não reconhecer na Psicanálise um saber epistemológico tão importante quanto o das diversas Ciências Humanas e, ainda, discutir sua relação com as Ciências Duras, se levarmos em conta a história delas e suas arqueologias.
A proposta da anti- psicologia de Freud, que ele denominou de Metapsicologia, estudada pelas duas pontas – a primeira com sua grande preocupação em fazer da Psicanálise uma Ciência canônica, a outra, iniciada com a desconstrução desse desiderato – é um formidável caminhar iniciado no séc.XIX que vem chegando aos nossos dias com o mesmo desafio: o de tentar compreender o ser humano como um sujeito que deseja, constitutivamente faltoso e marcado por sua história inconsciente.

Foucault, Bauman, Elias, Zizek, Freire, Roudinesco, Juranville, Laqueur, Bachelard, Benjamin, Boudier e outros, além, obviamente, de Freud e Lacan, serão objeto de nossas leituras, discussões e críticas.
Meu papel será o de coordenador/estimulador das discussões, apresentando aulas, indicando  bibliografia e procurando trazer outros palestrantes e conferencistas.

Para nortear o Seminário escolhi três “livros  guias”:

1. As pulsões de seus destinos
Do corporal ao psíquico
Birman, Joel
Rio de Janeiro, ed. Civilização Brasileira, 2009

2. O Eclipse da Psicanálise
Japiassu, Hilton
Rio de Janeiro, Imago, 2009

3.O nascimento da Clínica
Foucault, Michel (tradução de Roberto Machado)
Ed. Forense, Universitária, 2004.

Os interessados podem entrar em contato comigo:

Flávio Eustáquio Bertelli
Psicanalista pelo Círculo Psicanalítico de Minas Gerais(CPMG)
Graduação em Sociologia pela UFMG
Pós-graduação em Psicanálise e Saúde Mental, pelo Int. Newton de Paiva
Ex-diretor da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática
Membro do Espaço Brasileiro de Estudos Psicanalíticos – RJ
Diretor 2º Secretario do CPMG
Fones/fax: 31 3281 7767 e 3286 2102
e-mails: flabertelli@terra.com.br;
fe.bertelli@uol.com.br;
bertelli.flavioeustaquio@gmail.com

Informações e local dos seminários:

Início: 1ª quinzena de março de 2010
1ª paralisação: início de julho
Reinício: início de agosto
2ª paralisação/férias: fim de novembro
Reinício: 1ª quinzena de março 2011.
As atividades serão realizadas: de 15/15 dias ou mensalmente, à escolha dos participantes.
Dia da semana: a ser escolhido pelos participantes.
Duração de cada seminário: 90 minutos.
Horário: de 20h00min às 21h30min.
Local: Rua Maranhão, nº 734, 3º andar, Santa Efigênia, BH
Investimento: R$ 130,00 por pessoa,  por seminário.
Certificado: Os certificados serão conferidos pelo Círculo Psicanalítico de Minas Gerais aos participantes com presença em pelo menos 80% dos eventos realizados.

Bibliografia

1.    Assoun, Paul-Laurent – Introdução à epistemologia freudiana – RJ, Imago, 1983
2.    Assoun, Paul-Laurent – Metapsicologia Freudiana: uma introdução – RJ, Jorge Zahar Editor, 1996
3.    Assoun, Paul-Laurent – O Freudismo – Rj, Jorge Zahar Editor, 1991
4.    Bachelard, Gaston – A formação do espírito científico:contribuição para uma psicanálise do conhecimento. – RJ, Contraponto, 1996
5.    Bauman, Zygmunt – O medo líquido – RJ, Jorge Zahar Editor, 2008
6.    Birman, Joel – Arquivos do mal estar e da resistência – RJ, Ed. Civilização Brasileira, 2006
7.    Birman, Joel – Mal estar na atualidade: a psicanálise e as novas formas de subjetivação. – RJ, Ed. Civilização Brasileira, 2000
8.    Bourdieu, Pierre – A economia das trocas simbólicas  - Sp, Perspectiva, 2004
9.    Dejours, Christophe – O corpo entre a biologia e a psicanálise – Porto Alegre, Artes Médicas, 1988
10.    Delorenzo, Rubia – Neurose Obsessiva – SP, Casa do Psicólogo, 2007
11.    Edler, Sandra – Luto e melancolia: à sombra do espetáculo – RJ, Ed. Civilização Brasileira, 2008
12.    Elias, Norbert – Sobre o tempo – RJ, Jorge Zahar Editor, 1998
13.    Elias, Norbert, – O processo civilizador (2 volumes) – RJ, Jorge Zahar Editor, 1994
14.    Feminilidades – Birman, Joel (org.) – RJ, Contracapa Livraria, 2002
15.    Ferraz, Flávio Carvalho -Tempo e ato na perversão – SP, Casa do Psicólogo, 2005
16.    Formas de Subjetivação – Peixoto Junior, Carlos Augusto (org.) – RJ, Contracapa Livraria, 2004
17.    Foucault, Michel – As palavras e as coisas – Rj, Livraria Martins Fontes Limitada
18.    Foucault, Michel – Doença Mental e Psicologia    Rj, Tempo brasileiro, 2000
19.    Foucault, Michel – Ética, sexualidade, política – Manoel Barros da Motta (org.) – Rj, Forense Universitária, 2004.
20.    Foucault, Michel – História da sexualidade I: a vontade de saber -Rj, Edição do Graal, 1997
21.    Foucault, Michel – Vigiar e Punir: nascimento da prisão    Petrópolis, Ed. Vozes, 1987
22.    Foucault, Michel – Microfísica do poder – Rj, Edições Graal, 1979
23.    Foucault: leitura da história da loucura – Roudinesco, Elizabeth et all (org.) – RJ, Relume-Dumará, 1994
24.    Gay, Peter, 1923 –  Uma vida para nosso tempo – SP, Cia das Letras, 1989
25.    Gilman, Sander L. – Freud, raça e sexos – Rj, Imago, 1994
26.    Granoff, Wladimir – Lacan, Ferenczi y Freud – México, DF, Editorial Psicoanalitica de la letra A.C.
27.    Juranville, Alain – Lacan e a filosofia – RJ , Jorge Zahar Editor (O campo freudiano no Brasil), 1987
28.    Katz, Chaim, Samuel – Complexo de Édipo: Freud e a multiplicidade edípica – RJ, Ed. Civilização
29.    Brasileira, 2009
30.    Lacan, Jacques – O mito individual do neurótico – Lisboa, Assírio e Alvim.
31.    Laqueur, Thomas Walter – Inventando o sexo: corpo e gênero dos gregos a Freud  - RJ, Relume-Dumará, 2001
32.    Limiares do contemporâneo – Rogério da Costa (org.)  - SP, Ed. Escuta, 1993
33.    Lipovetsky, Gilles – A era do vazio – Lisboa, Relógio d’Agua Editores.
34.    Masson, Jeffrey Mousaief – A correspondência completa de Sigmund Freud para Willhelm Fliess: 1887-1904 – RJ, Imago, 1986
35.    Meireles, Marilucia Melo – Anomia – SP, Casa do Psicólogo, 2004
36.    Meneses, Luciana Santana de – Desamparo – SP, Casa do Psicólogo 2008
37.    Mitzman, Arthur – La jaula de hierro: uma interpretación histórica de Max Weber – Madrid, Alianza Editorial
38.    Monzani, Luiz Roberto – Desejo e prazer na idade moderna – Campinas, Sp; Ed.da UNICAMP, 1995
39.    O Desejo – Adauto Novaes (org.) – - SP, Companhia das Letras, 1990
40.    Peixoto Junior, Carlos Augusto – Singularidade e Subjetivação: ensaios sobre clínica e cultura  - RJ, 7Letras Editora PUC-Rio, 2008
41.    Psicanálise, oficio impossível? Joel Birman e Marcelo Marques Damião (org.) – RJ, Campus, 1991
42.    Roudinesco, Elizabeth –  Genealogias – RJ, Relume-Dumará, 1995
43.    Roudinesco, Elizabeth – A família em desordem – RJ, Jorge Zahar Editor, 2003
44.    Roudinesco, Elizabeth – Jacques Lacan: esboço de uma vida, história de um sistema de pensamento – SP, Companhia das Letras, 1994
45.    Roudinesco, Elizabeth – O paciente, o Terapeuta e o Estado – RJ, Jorge Zahar Editor, 2005
46.    Roudinesco, Elizabeth- Por que a psicanálise? – RJ, Jorge Zahar Editor, 2000
47.    Roudinesco, Elizabeth, 1944 – A parte obscura de nós mesmos: uma história dos perversos – RJ, Jorge Zahar Editor, 2008
48.    Roudinesco, Elizabeth, 1944- Filósofos na Tormenta: Canguilhem, Sartre, Foucault, Althusser, Deleuze, Derrida – RJ, Jorge Zahar Editor, 2007
49.    Rozitchner, Leon – Freud e o problema do poder – SP, Ed. Escuta, 1989
50.    Um mapa da ideologia – Zizek, Slavoj et all (org.) – Rj, Contraponto, 1996.</p>
51.    Zafiropoulos, Markos – Lacan y las ciências sociales. La declinación dell padre (1938-1953) – Buenos Aires, Nueva Visión, 2002
52.    Zafiropoulos, Markos –Lacan y Levy-Strauss, o el retorno a Freud – 1951-1957 – Buenos Aires, Manantial, 2006
53.    Zizek, Slovaj – La suspensión política de la ética –    Buenos Aires, Fondo de Cultura, 2005

Fonte: Flávio Bertelli

Tags: ,

2 comentários

  1. Tânia Lima disse:

    Gosto muito dos temas abordados referindo à psicanalise. Por isso, gostaria através do meu emai ser comunicada sobre eventos que venham ocorrer.
    Obrigada,
    Tânia

  2. Estação do Saber disse:

    Obrigado pelo contato, seu email foi incluido no mailling.

Deixe um comentário