É possível uma internet livre?

26 de setembro de 2011

A geração Y, nascida em meio aos avanços da tecnologia da informação e do conceito da grande rede global, talvez não tenha vivenciado de perto as consequências do Ato Institucional número 5, o AI-5, emitido pelo governo militar brasileiro entre 1964 a 1985. Mas, essa geração sente o fantasma da censura, uma das determinações impostas pelo regime, rondando um dos meios de comunicação mais utilizados por eles, a internet.

Os provedores de conteúdo e de redes sociais são acusados de censura em determinados temas, como no caso envolvendo o Twitter e o Wikileaks, organização transnacional sem fins lucrativos que publica em seu site documentos e informações confidenciais de governos ou empresas. Mesmo a organização tendo sido, no final do ano passado, um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, o Twitter não permitiu que o tema fosse incluído nos trend topics.

A discussão também está no Congresso Nacional. O Deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) retomou o projeto de lei que visa o combate aos crimes cometidos na internet. O projeto foi apelidado de “AI-5 Digital” por críticos das medidas, defensores de liberdade na rede, incluindo o direito de compartilhar arquivos.

Diante deste cenário, a Estação do Saber realiza o 8º Encontro de Twitteiros Culturais de Belo Horizonte (ETC-BH) com o objetivo de discutir e analisar as consequências e necessidades do controle do uso da internet. Com o tema “É possível uma internet livre?”, o evento acontece no dia 1º de outubro (sábado), pontualmente às 10h, no anfiteatro (L2) do Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6061 Savassi). O encontro tem apoio do Shopping Pátio Savassi e a Rádio CBN-BH fará a transmissão ao vivo do evento.

“Nossa discussão se baseará em três questões, que são: Afinal, estamos com filtros na internet? Censura do Facebook e Twitter, o que vem ocorrendo e qual impacto tem em nossas vidas? AI-5 Digital, quais são suas consequências? A partir desses questionamentos vamos entender o conceito de internet livre e se é possível vivenciarmos isto”, explica a coordenadora do encontro, Júlia Ramalho Pinto.

Para falar sobre o assunto estarão reunidos a advogada, Aline Guedes; o filósofo e Mestrando em engenharia de produção, Dário Moura; Simone Garofalo, formada em letras e atuante nos projetos Texto Livre, Taba Eletrônica e Software Livre Educacional; Frederico Guimarães, biólogo e coordenador do projeto Software Livre Educacional e a psicóloga, Júlia Ramalho Pinto. O encontro será mediado pelo jornalista Marcelo Guedes.

Os interessados em participar do encontro devem fazer a inscrição pelo e-mail contato@estacaodosaber.art.br ou pelo telefone (31) 2551-7663 para terem acesso ao anfiteatro do Shopping Pátio Savassi antes de 10hs da manhã.

Sobre o ETC_Brasil
O evento é um feito de forma local, o ETC_BH tem iniciativa e coordenação da Estação do Saber. O encontro vem tomando proporções cada vez maiores, ao todo são 17 cidades participantes e 14 Estados mobilizados.

O principal foco é reunir os usuários virtuais do Twitter em um relacionamento ao vivo, numa conversa descontraída e sobre assuntos variados. É pensar a relação do Twitter com a cultura, formas de utilização e como o Twitter pode auxiliar na difusão de informações para públicos não interessados na área. A platéia poderá interagir com perguntas e colocações.

O debate poderá ser acompanhado ao vivo pela rádio CBN-BH (106,1 FM), ou através do Twitter e pela transmissão ao-vivo no site da Estação do Saber.

Tags: , , , ,

Deixe um comentário